Instagram

[fts instagram instagram_id=440231794 super_gallery=yes image_size=125px icon_size=65px space_between_photos=1px hide_date_likes_comments=no center_container=no image_stack_animation=no type=user]

Quando oferecer ovo para o bebê?

By Luana Barbosa 3 anos agoNo Comments

De acordo com o Manual de Nutrologia da Sociedade Brasileira de Pediatria (2012), alguns itens que devem ser evitados durante o primeiro ano de vida ou mais incluem: leite de vaca, sal em excesso e açúcar (de qualquer origem).  E até dois anos, o mel.

Sabe-se que a introdução alimentar antes dos 4 meses de vida está associado ao risco aumentado de alergias, excesso de peso corporal aos 2 e 4 anos de idade  e após os 6 meses de vida, o bebê tem facilidade em ingerir alimentos semi-sólidos. Contudo, a partir dos 6 meses ele produz enzimas digestivas em quantidades suficientes e já apresenta maturidade fisiológica e neurológica para introdução alimentar.

A alimentação complementar tem introdução de 1 alimento novo a cada dia e estes devem ser oferecidos separadamente para que a criança aprenda identificar as cores, texturas  e sabores.  Lembrando que não é recomendado forcar a criança ingerir mais comida do que a desejada.

Durante a introdução alimentar, não tenha medo de testar novamente um alimento que o bebe previamente não tenha gostado. E é importante  variar a alimentação, não apenas para encorajar o bebe a experimentar novos gostos, mas para reduzir a probabilidade de alergia alimentar. 🙂

Ao contrário do que muita gente ainda pensa, o ovo (clara + gema) pode ser iniciado a partir dos 6 meses de vida, exceto em casos de alergia alimentar diagnosticada pelo médico (a).

Alguns guias de conduta Americana, Europeu e Brasileiro recomendam o introdução do ovo na alimentação do bebê após os 6 meses, estes indicam que a introdução tardia do ovo no cardápio da criança, ou seja, após 12 meses de vida pode tornar ela mais suscetível ao aparecimento de alergia tardia deste alimento.

Priorizar ovos caipiras e/ou orgânicos e oferecer à criança cozido, mexidinho, omelete picadinho, etc…) vale lembrar que a gema deve ser bem cozida para evitar o risco de contaminação por Salmonella e não é recomendado colocar sal na comida do bebê até 1 aninho de vida. Use temperos naturais como orégano, salsinha, cebolinha, etc…

Categories:
  AlimentosDicasNutrição funcionalSaúde alimentar
this post was shared 0 times
 100